top of page
Buscar
  • Foto do escritore-DAU

Padovano apresenta um painel sobre a Megacidade Artica em celebração na FAUUSP

Padovano displays a panel on Artica Megacity at FAUUSP celebration


EXPOSIÇÃO / EXHIBITION

5/6/2023



A turma formada no ano de 1973 na FAUUSP celebrou, nos dias 2 e 3 de junho de 2023, seus 50 anos desde essa formação, na própria escola. Uma exposição com cerca de 30 trabalhos realizados pelos ex-alunos foi montada no Salão Caramelo, e Bruno Roberto Padovano, fundador e atual conselheiro da rede e-DAU, participou da mesma, apresentando o projeto conceitual para a megacidade Artica, a ser erguida no Canal de Bering e suas extremidades em terra. Entendendo isso como uma utopia diante da atual guerra na Ucrânia, Padovano argumenta a favor de um processo de apaziguamento entre as superpotências americana e russa, donas, respectivamente, das duas regiões que representam as extremidades do Estreito, o Alasca e a Sibéria. Isso visaria a união de forças para realizarem uma imensa ponte de paz entre os dois países, convidando todas as nações que fazem parte da ONU para participar e enviar moradores para a cidade, com uma população de 14 milhões de habitantes, morando em boa parte sobre as águas do estreito. Tudo isto junto a uma mega infraestrutura, dedicada ao transporte e energia, interligando os dois continentes.Uma utopia urbana que poderá, quizás, tomar forma quando os países atualmente em conflito possam se reunir amigavelmente para tratar do grande e dramático tema dos refugiados, que poderão ser um dos grupos sociais principalmente beneficiados pelo inédito megaempreendimento.


The undergraduate class of the year 1973 at FAUUSP (School of Architecture and Urbanism of the University of São Paulo) celebrated, on June 2 and 3 of 2023, its 50 years since graduation, in the school itself. An exhibition of roughly 30 works carried out by the alumni was mounted at the side of the large Caramelo Hall, and Bruno Roberto Padovano, founder and current counselor at e-DAU, participated of it, presenting the conceptual project for the Artica megacity, to be erected over the Bering Strait and its extremities on land. Understanding this as an utopia given the current warfare in Ukraine, Padovano argues in favour of a process of pacification between the American and Russian superpowers, owners, respectively of Alaska and Siberia, the two regions which represent the extremities of the Strait. This would target the union of forces to bring about an immense peace bridge between the two countries, inviting all the other nations that make up the United Nations to participate and send citizens to the megacity with a population of 14 million inhabitants, largely living above the waters of the strait. All this with a mega infra-structure, dedicated to transportation and the distribution of energy, linking the two continents. An urban utopia which may be able, hopefully, take form when the countries currently in conflict might meet in friendly terms to deal with the great and dramatic theme of the refugees, which might constitute one of the social groups to be principally benefited by the unprecedented mega enterprise.


Comments


bottom of page